30 de jun de 2009

VÁ PROCURAR UMA LAVAGEM DE ROUPA!!!

Tá bom, concordo que o título da postagem não ficou muito bom, mas achei melhor do que "Vão para PQP".
Leiam isso:

"Foi um músico gospel chamado DJ Alpiste (www.myspace.com/djalpiste). Ele começou como locutor numa rádio, cresceu com a arte dele e agora que pode se desenvolver, começa a ficar tolhido porque não tem a venda que lhe assegura o crescimento por conta de cópias." - Geraldo Tenuta, mais conhecido como Bispo Gê


Isso mesmo, um rapper gospel (?!?) foi fazer mimimi para um pastor deputado e esse por sua vez criou um projeto de lei, cheio de furos, que vai demorar anos para ser votado. Porra, não seria melhor se o "músico" explicasse para seus fans que baixar músicas pela rede é "pecado"?
Não fiquei admirado ao tentar compreender a "cabeça" do parlamentar e me deparar com frases do tipo:
"A indústria cultural está morrendo. Essa é uma preocupação que sempre tive" (jura? - sobre o mesmo projeto)
"Nunca nos foi orientado e nem consta em norma alguma que familiares não a pudessem usar e que não poderiam ser usadas para viagens ao exterior."(então tá! - sobre a farra das passagens)

Dá para levar um cara desse a sério?

E quanto ao músico xiliquento? Ele acha mesmo que se acabassem com os downloads ilegais ele venderia mais?

Só posso dizer uma coisa, se o artista for bom mesmo a pessoa vai comprar o produto, só pelo prazer de ter o original. Mas o cara vira astro de uma multidão "eclética", que não sabe nem porque ouve a musica dele, e se diz tendo "prejuizo" com a pirataria? Sem comentários.


----------------
Ouvindo: Those Dancing Days - Hitten
via FoxyTunes

Postar um comentário

30 de jun de 2009

VÁ PROCURAR UMA LAVAGEM DE ROUPA!!!

Tá bom, concordo que o título da postagem não ficou muito bom, mas achei melhor do que "Vão para PQP".
Leiam isso:

"Foi um músico gospel chamado DJ Alpiste (www.myspace.com/djalpiste). Ele começou como locutor numa rádio, cresceu com a arte dele e agora que pode se desenvolver, começa a ficar tolhido porque não tem a venda que lhe assegura o crescimento por conta de cópias." - Geraldo Tenuta, mais conhecido como Bispo Gê


Isso mesmo, um rapper gospel (?!?) foi fazer mimimi para um pastor deputado e esse por sua vez criou um projeto de lei, cheio de furos, que vai demorar anos para ser votado. Porra, não seria melhor se o "músico" explicasse para seus fans que baixar músicas pela rede é "pecado"?
Não fiquei admirado ao tentar compreender a "cabeça" do parlamentar e me deparar com frases do tipo:
"A indústria cultural está morrendo. Essa é uma preocupação que sempre tive" (jura? - sobre o mesmo projeto)
"Nunca nos foi orientado e nem consta em norma alguma que familiares não a pudessem usar e que não poderiam ser usadas para viagens ao exterior."(então tá! - sobre a farra das passagens)

Dá para levar um cara desse a sério?

E quanto ao músico xiliquento? Ele acha mesmo que se acabassem com os downloads ilegais ele venderia mais?

Só posso dizer uma coisa, se o artista for bom mesmo a pessoa vai comprar o produto, só pelo prazer de ter o original. Mas o cara vira astro de uma multidão "eclética", que não sabe nem porque ouve a musica dele, e se diz tendo "prejuizo" com a pirataria? Sem comentários.


----------------
Ouvindo: Those Dancing Days - Hitten
via FoxyTunes

Postar um comentário