24 de dez de 2008

ELOCRUBAÇAO ETÍLICA...

Depois de assistir CLOSER pela quarta ou quinta vez decidi escrever. Como disse uma amiga muito especial certa vez: "Closer é realidade demais..." . E eu concordo. Esse lance de desencontros amorosos está em nosso dia a dia. Quem não conhece alguém que traiu ou foi traído? Ou aquele casal que não se separa por pura conveniência? É f*. Será que é tão difícil encontrar alguém e gostar da pessoa? Até o momento meia garrafa de Johnnie não me mostrou a resposta, e olhem que ele sabe de tudo.
Nesse ano que está acabando muita coisa mudou na minha vida, e no finalzinho acabei encontrando algúem muito especial. Vai durar? Quem sabe. Espero mesmo que sim.
O fato é que ninguém espera a pessoa certa, vamos combinar. Se juntam sem perceber que já começou errado. Muita gente fala que "os opostos se atraem", mas eu só vi isso em aula de ciências. Na vida real as pessoas têm que ter algum tipo de afinidade, poxa.
Para alguém como eu imaginar alguma música da Ivete sangalo sendo a "nossa" música chega a ser bizarro... É pedir muito alguém que não ache esquisito ouvir Bauhaus ou Joy no domingo pela manhã? Alguém que ache " little Miss Sunshine" um filmão? Alguém que tenha lido King sem ser pelo fato de existir um filme?
Essa semana me falaram que eu "escolho muito", será??
Espero mesmo ter encontrado a minha "cara metade" dessa vez. E se não for esperarei outra no mesmo top.
Chega de me tolher só para manter um relacionamento.

Acima estão dois posts. Se possível leiam ouvindo "Your Heart Is An Empty Room"
do Death Cab For Cutie ou "Miss Misery" do Elliot Smith.

Obs: a bebida não está me fazendo bem...
;)


Postar um comentário

24 de dez de 2008

ELOCRUBAÇAO ETÍLICA...

Depois de assistir CLOSER pela quarta ou quinta vez decidi escrever. Como disse uma amiga muito especial certa vez: "Closer é realidade demais..." . E eu concordo. Esse lance de desencontros amorosos está em nosso dia a dia. Quem não conhece alguém que traiu ou foi traído? Ou aquele casal que não se separa por pura conveniência? É f*. Será que é tão difícil encontrar alguém e gostar da pessoa? Até o momento meia garrafa de Johnnie não me mostrou a resposta, e olhem que ele sabe de tudo.
Nesse ano que está acabando muita coisa mudou na minha vida, e no finalzinho acabei encontrando algúem muito especial. Vai durar? Quem sabe. Espero mesmo que sim.
O fato é que ninguém espera a pessoa certa, vamos combinar. Se juntam sem perceber que já começou errado. Muita gente fala que "os opostos se atraem", mas eu só vi isso em aula de ciências. Na vida real as pessoas têm que ter algum tipo de afinidade, poxa.
Para alguém como eu imaginar alguma música da Ivete sangalo sendo a "nossa" música chega a ser bizarro... É pedir muito alguém que não ache esquisito ouvir Bauhaus ou Joy no domingo pela manhã? Alguém que ache " little Miss Sunshine" um filmão? Alguém que tenha lido King sem ser pelo fato de existir um filme?
Essa semana me falaram que eu "escolho muito", será??
Espero mesmo ter encontrado a minha "cara metade" dessa vez. E se não for esperarei outra no mesmo top.
Chega de me tolher só para manter um relacionamento.

Acima estão dois posts. Se possível leiam ouvindo "Your Heart Is An Empty Room"
do Death Cab For Cutie ou "Miss Misery" do Elliot Smith.

Obs: a bebida não está me fazendo bem...
;)


Postar um comentário