12 de nov de 2006

ICCC... XIMPLISMENTCH PATCHÉTICO... ICCC.

Bem, passada a eleição, na qual eu cumpri meu dever cívico, e a espera de quase um mês para curar a frustração, já é hora de tecer algum comentário sobre essa aberração.
Tirando o fato do operário mor ter vencido, isso eu aceito como derrota, é o caso de como se deu o final da campanha que me chama a atenção. Como a ignorância da maior parte dos brasileiros foi usada de forma quase covarde pelo PT, partido que eu votava e defendia com orgulho até alguns anos atrás. Um exemplo é de como as privatizações foi alardeada como uma coisa nociva para o país, ou de como o atual presidente é vendido como alguém do povo tomando conta dos seus interesses. Vamos aos fatos.
A ignorância do povão é tão patente que a oposição nem perdeu tempo tentando explicar que nem sempre as privatizações são algo ruim, o governo chegou a usar as privatizações da teles como exemplo. Gente, é graças as privatizações que todo mundo pode ter um telefone em casa hoje. Mas a maioria votante é tão burra que nem pode constatar isso. PQP. Escrever o que sobre isto??? Quanto ao representante do povo que enche a boca para falar a palavra "FOME", ele deve ser o único operário do Brasil que tem uma filha formada na Europa e, apesar de não trabalhar desde os anos 80, mora num puta apartamento em São Paulo. O que ele é afinal? Operário já vimos que não. Politico também não, pois o seu único cargo eletivo foi de deputado também há muuuuuitooooos anos atrás. O que eu sei dele é que é alguém que não teve nem a coragem de estudar com todas as chances que teve, como fez Vicentinho que tem a mesma origem mas não teve a sorte de ter sido adotado como representante dos pobres por partido político algum e se formou, e mesmo assim defende a proliferação de faculdades públicas de segunda linha. Abrindo mais vagas para a próxima geração da elite nacional. Esquecendo do ensino de base que não dá manchete. Só posso escrever que é triste, e doloroso, ficar refém da maioria ignorante do país. VIDA LONGA AO REI. Esperando que essa ignorância toda não prejudique, muito, meu país.
Postar um comentário

12 de nov de 2006

ICCC... XIMPLISMENTCH PATCHÉTICO... ICCC.

Bem, passada a eleição, na qual eu cumpri meu dever cívico, e a espera de quase um mês para curar a frustração, já é hora de tecer algum comentário sobre essa aberração.
Tirando o fato do operário mor ter vencido, isso eu aceito como derrota, é o caso de como se deu o final da campanha que me chama a atenção. Como a ignorância da maior parte dos brasileiros foi usada de forma quase covarde pelo PT, partido que eu votava e defendia com orgulho até alguns anos atrás. Um exemplo é de como as privatizações foi alardeada como uma coisa nociva para o país, ou de como o atual presidente é vendido como alguém do povo tomando conta dos seus interesses. Vamos aos fatos.
A ignorância do povão é tão patente que a oposição nem perdeu tempo tentando explicar que nem sempre as privatizações são algo ruim, o governo chegou a usar as privatizações da teles como exemplo. Gente, é graças as privatizações que todo mundo pode ter um telefone em casa hoje. Mas a maioria votante é tão burra que nem pode constatar isso. PQP. Escrever o que sobre isto??? Quanto ao representante do povo que enche a boca para falar a palavra "FOME", ele deve ser o único operário do Brasil que tem uma filha formada na Europa e, apesar de não trabalhar desde os anos 80, mora num puta apartamento em São Paulo. O que ele é afinal? Operário já vimos que não. Politico também não, pois o seu único cargo eletivo foi de deputado também há muuuuuitooooos anos atrás. O que eu sei dele é que é alguém que não teve nem a coragem de estudar com todas as chances que teve, como fez Vicentinho que tem a mesma origem mas não teve a sorte de ter sido adotado como representante dos pobres por partido político algum e se formou, e mesmo assim defende a proliferação de faculdades públicas de segunda linha. Abrindo mais vagas para a próxima geração da elite nacional. Esquecendo do ensino de base que não dá manchete. Só posso escrever que é triste, e doloroso, ficar refém da maioria ignorante do país. VIDA LONGA AO REI. Esperando que essa ignorância toda não prejudique, muito, meu país.
Postar um comentário